novidades

palestras cursos

Você conhece
alguém que ronca?
Recomende este tratamento

teste de_qualidade

TRATAMENTO DA DTM

O que é DTM e dor orofacial?

 

ATM1A sigla DTM significa disfunção temporomandibular, ou seja, é a disfunção da ATM – articulação temporomandibular, que é responsável por todos os movimentos que fazemos com a boca como falar, cantar, bocejar, comer, deglutir entre outros. Está localizada próximo ao crânio e região do ouvido. A ATM é a menor e mais complexa articulação que temos em nosso corpo por isso deve ser tratada por profissionais que tenham profundo conhecimento e experiência nesta área.

tmj-temporomandibular-jointOs componentes da ATM são: o disco, a cabeça da mandíbula e ligamentos. O disco (em lilás) é como um amortecedor, protege a articulação contra desgastes ósseos e trauma nos tecidos adjacentes. 

Quando ocorre o deslocamento desse disco (em rosa claro), aparecem estalos na articulação, que podem ou não estar acompanhados de dor.

 Movimento normal do disco              Movimento com deslocamento do disco

A relação harmônica entre as estruturas da ATM, o sistema muscular e sistema dental é fundamental para que a DTM e as dores orofaciais não se instale.

A DTM é o acometimento de músculos, terminações nervosas e ligamentos das regiões da cabeça, da face, da cervical bem como das estruturas articulares propriamente ditas, podendo também acometer o intricado sistema de controle neurológico que regula e coordena todos esses componentes estruturais.

tmj

Todos os músculos da face, da cabeça e do pescoço estão interligados, por isso que na DTM/dor orofacial as dores podem aparecer em todas essas regiões simultaneamente.

Quanto à incidência, é possível afirmar que 33% das pessoas afetadas por dores crônicas têm como causa essa disfunção. A maioria delas, porém, não possui essa informação. Mesmo em populações saudáveis, o desvio na abertura da boca, provocado por tal desordem, ocorre em aproximadamente 50% dos indivíduos. Nos Estados Unidos, por causa desta disfunção, a cada ano, são perdidos 17,8 milhões de dias de trabalho para cada grupo de 100 milhões de trabalhadores.

No Brasil, estima-se que 8 milhões de indivíduos tenham algum grau de DTM e destes, 90% são mulheres, ou seja, para cada homem com problema articular, há 9 mulheres. Tenta-se explicar esta alta incidência devido ao fato da mulher estar exposta ao estresse emocional, às mudanças hormonais durante o ciclo menstrual e durante a gravidez.

A idade mais acometida é em torno dos 30 anos. Os sinais e sintomas da alteração da ATM aumentam de freqüência e severidade entre os 20 e 40 anos de idade.

Apenas 5% da população tem buscado algum tipo de tratamento para o seu problema, talvez pela falta de profissionais habilitados ou devido ao diagnóstico errado.

É importante saber que a DTM e a  dor orofacial são de origem MULTIFATORIAL, portanto o atual conceito do tratamento da dor tem enfoque MULTIDISCIPLINAR e INTERDISCIPLINAR, e consiste na união do tratamento de vários profissionais, como dentistas, médicos de diversas especialidades, psicólogos, fisioterapeuta, terapeuta ocupacional entre outros.

A vantagem principal dessa abordagem é a "individualização" do tratamento.

A resposta ao tratamento depende do estágio de evolução da patologia, da disciplina do paciente para seguir todas as recomendações, da capacidade individual de reparo tecidual e de outros fatores.

Quando o paciente não se trata, o problema tende a se agravar, com aumento da freqüência e da intensidade da dor na cabeça, face, ouvido e cervical. Nessa hipótese, há  comprometimento da função a ponto de o paciente não conseguir abrir ou fechar a boca, mastigar ou falar. A articulação pode sofrer processo degenerativo.

O tratamento adequado dos processos dolorosos, que podem ser agudo ou crônico, deve ser focado no diagnóstico preciso das causas que provocaram o seu aparecimento, baseado na anamnese, no exame clínico e nos exames complementares.

Nos casos de DOR AGUDA, o objetivo principal do tratamento é o alívio da dor fundamentado na eliminação do fator causal. Nestes casos além de procedimentos odontológicos, o uso de medicamentos e a associação de tratamentos com fisioterapia e suporte psicológico podem ser indicados. A dor aguda pode ser causada por um trauma articular, um esforço muscular atípico ou após um procedimento odontológico demorado ( ficar muito tempo com a boca aberta).

Os casos de DOR CRÔNICA (dores que persistem por mais de 6 meses), demandam um tratamento mais complexo e prolongado, por serem resultantes de mecanismos multifatoriais que conduziram o organismo afetado a esse ponto de cronicidade e, em geral, demandam avaliação e tratamento por especialistas de várias áreas para se obter um melhor alívio da dor. Nestes casos, o objetivo do tratamento não é somente o desaparecimento da dor (que nem sempre é possível), mas o controle dos sintomas, a redução do desconforto, a diminuição do uso abusivo de medicamentos e, se possível, a reintegração do indivíduo na sua atividade profissional ou outra atividade com qualidade de vida.

Como eu posso saber se tenho DTM / dor orofacial?

Se você apresentar um ou mais dos sintomas listados abaixo, você pode ter DTM/ dor orofacial, consulte um especialista para definir seu diagnóstico.  ( deixar esse tópico com movimento, para chamara a atenção).   Colocar movimento e cor para chamar a atenção nesse texto.

Os sinais mais comuns de DTM são:

Ruídos articulares, como estalos ou estalidos na ATM, dentes desgastados e curtos, Limitação de abertura, Desvio da mandíbula durante a abertura da boca, inchaço na região da ATM, dificuldade de morder /movimentar a mandíbula frente aos comandos como “à direita”, “à esquerda”.  Estes sinais podem ou não estar acompanhados de dor.

atm2

O não tratamento do bruxismo causa desgastes dentais e pode evoluir para dor orofacial.

Os sintomas da DTM são:

A dor é um dos principais sintomas da DTM, podendo ocorrer nas têmporas, na cabeça, no  ouvido, na cervical, nos ombros, na face, nos olhos, na região da face, na região da mandíbula, etc.

atm3

Outros sintomas também podem estar presentes como relato de bruxismo, apertamento dental diurno e/ou noturno, cansaço ou peso na mandíbula ao acordar ou após mastigação, sensação dolorosa na musculatura da face e região dental, perda de paladar,  tonturas e enjôo sem motivo aparente, coceira no ouvido, sensação de ouvido tampado, zumbido.

atm4

Causas mais freqüentes de DTM:

Hábitos: roer unha - mascar chiclet – bruxismo - morder objetos;

Distúrbios emocionais: o estresse, a ansiedade e a depressão além ocasionar contração muscular constante pode favorecer o aparecimento do bruxismo e/ou apertamento dental, que poderão causar alteração muscular da face, cabeça e pescoço além de poder causar danos articulares (na ATM).

Abertura bucal exagerada: Quando a boca é mantida aberta de modo exagerado, poderá haver danos à articulação.

Lascidão ligamentar: algumas pessoas possuem todos os ligamentos das articulações relativamento frouxos, com hipermobilidade (provavelmente por questões genéticas). A lassidão ligamentar em sí não apresenta problema; no entanto, sua associação com outros fatores predisponentes pode levar a alterações na ATM

Traumatismos: causados por acidentes e/ou batidas fortes.

Efeito chicote (whiplash): geralmente ocorre em acidente de carro causando trauma brusco na cervical. O brusco movimento da cabeça e pescoço causa estiramento e compressão dos componentes da cervical e ATM,  podendo danificá-la.

As DTMs também podem estar  relacionadas a :

  • Má qualidade de sono,
  • Alterações sistêmicas (ex: artrite reumatóide)
  • Alterações hormonais (ex: menopausa)
  • Má-postura.

 Como é realizado o tratamento da DTM e dor orofacial?

Na maioria dos casos, o tratamento é realizado como o uso de dispositivos interoclusais, também conhecidos como dispositivos intermaxilares ou órteses.

São dispositivos removíveis de acrílico que cobrem os dentes da maxila (de cima) ou da mandíbula (de baixo). Normalmente são usadas 24 horas por dia, e em alguns casos, inclusive durante as refeições, suas principais funções são:

Proteger os dentes em relação a desgastes provocados pelo bruxismo.

Proteger os dentes e periodonto quanto à sobrecarga de apertamento briquismo.

Proteger a ATM contra desgastes ósseos, degeneração do disco e de tecidos adjacentes.

Relaxar e desprogramar a musculatura que apresenta tensa e provoca dores.

atm5 

Não apenas os adultos, mas atualmente há um número crescente de crianças apresentando sintomas  de DTM e dor orofacial e que também precisam buscar tratamento.

O dentista pode associar o tratamento farmacológico de ação periférica e central concomitante ao uso dos dispositivos interoclusais, de acordo com a necessidade do caso.

Consiste na administração por via oral, injetável, ou infiltração na região dolorosa de medicamentos que combatem a dor e as inflamações nos tecidos, articulação temporomandibular e estruturas adjacentes.  Os medicamentos utilizados podem ser:

-analgésicos , anti-inflamatórios não esteroidais e corticóides, relaxantes musculares, anti-depressivos,  anticonvulsivantes, ansiolíticos e neurolépticos.

atm6

 

Atualmente, o uso do laser de baixa potência também pode auxiliar na remissão da dor.

 

 

 

 

 

Dicas para o controle da dor e manutenção dos resultados obtidos após tratamento:

Qualidade de sono, Evitar alimentos duros, Evitar chiclets, Evitar abertura bucal exagerada, dormir com travesseiro entre as pernas, dormir com apoio na curvatura cervical, Beber muita água e evitar excesso de cafeína, Fazer exercícios físicos regularmente, manter a postura correta.

NÃO ACEITE CONVIVER COM A DOR !

TRATE-SE! !

VIVA FELIZ E COM QUALIDADE DE VIDA !!!                                                                    

Descubra como é o tratamento especializado da Dra. Lílian Giannasi, para DTM. 

Agende sua consulta JÁ !
São José dos Campos – SP:
(12) 3922-5363 / 8167-7771
 ou
 
Jacareí – SP 
(12) 3951-0800

 

Preencha AGORA o formulário.
Em breve, entraremos em contato!

 

Nome*
Email*
Telefone*
Celular
 
Cidade:
 
UF:
 
Assunto*
Mensagem:*